sábado, 30 de julho de 2011

sexta-feira, 29 de julho de 2011

quinta-feira, 28 de julho de 2011

A Essência da Vida Não Desperdiçada

JESUS: O NOSSO EXEMPLO

JESUS: O NOSSO EXEMPLO PARTE 1º



JESUS: O NOSSO EXEMPLO PARTE 2º


JESUS: A VIDA GERADORA DA IGREJA

O Cristo crucificado

O Cristo crucificado - vídeo 1/2



O Cristo crucificado - vídeo 2/2



Programa De Volta à Palavra. Série de mensagens
Revelação de Jesus Cristo no Evangelho de João.
TV Brasília Canal 6 - 9 horas.
Bispo Alexandre Rodrigues.

terça-feira, 26 de julho de 2011

segunda-feira, 25 de julho de 2011

sexta-feira, 22 de julho de 2011

domingo, 17 de julho de 2011

Carta de Alforria



Suellen Lima

Composição: Tony / Tito

O que era mal, afastou de mim
e o que condenava-me, Jesus pós um fim
pesou nos ombros
de um inocente o pecado que era meu
foi na cruz, sim na cruz
foi dissipado através de Jesus
todo o erro meu ficou
cravado lá na cruz
e a vergonha que estampava em mim
e o manto impuro que cobriu o meu ser
por tanto tempo me afastou de Deus
foi rasgado na cruz através do sangue de Jesus

Os grilhões foram quebrados
As correntes,as algemas também
a prisão eterna que me esperava
foi desfeita, destruída ali
sou livre...

Foi lá na cruz
que Jesus comprou
todo erro que era meu, Jesus pagou
foi lá na cruz, que Jesus levou
a carta de alforria e me libertou
sou livre...

sábado, 16 de julho de 2011

sexta-feira, 15 de julho de 2011

As igrejas dos pastores-shoping


Estrelas errantes: A decadência de alguns líderes

.
.

Por: Marcos Pinheiro
Em Judas 13 encontramos uma sentença contundente:
“Estes homens são estrelas errantes, para os quais está eternamente reservada a negrura das trevas”.
A figura “estrelas errantes” faz-nos pensar em algo que deixou de funcionar adequadamente, ou seja, algo que saiu da rota. Portanto, a sentença “Para os quais está eternamente reservada a negrura das trevas” refere-se àqueles que não permaneceram sob a ordenança de Deus, ou seja, saíram da trajetória santa estabelecida pelas Escrituras.
As estrelas errantes são líderes liberais, amigos dos deleites e que mudaram a glória de Deus em corrupção, simplesmente para agradar aos homens e seus prazeres. Esses líderes, estrelas errantes, não tomam posição, não só com medo de serem criticados e perseguidos, mas, principalmente, para poderem mudar de lado, quando algo lhe for conveniente. Vivem no “cinza”, pois, não querem ser “preto” e nem “branco”.

Os seus sermões é uma tentativa de dizer “sim” e “não” sobre o mesmo assunto. Estão engolfados no pragmatismo relativista maligno, portanto, são pedras de tropeços para o cristianismo teológico autêntico. O ufanismo pelo crescimento numérico, o apetite por promoção pessoal, a preocupação em construir impérios, a politicagem, os conchaves, a bajulação e o nepotismo tomaram conta das almas desses líderes.
Essas estrelas errantes passam para o povo uma imagem deturpada do Espírito Santo como se Ele fosse um palhaço, um tolo, um bobão, um moleque.

Nos cultos promovidos por esses agentes de satanás, a Santa reverência é perdida, pois a adoração se resume em gritos de molecagem, assobios e vaias, e para induzir nas pessoas um estado de excitação e expectativa usam o chavão: “Deus é tremendo”. Além disso, Alguns promovem a doutrina pagã no ambiente de culto: tomam figuras do Antigo e Novo Testamento e as espiritualizam, transformando-as em “proteções” semelhantes às usadas pelas magias pagãs.


Como conseqüência, constatamos muitos crentes com fitinha no braço, com medalhas de símbolos bíblicos, ungindo chaves, portas e janelas com óleo, colocando sal grosso ao redor da casa para impedir a entrada de maus espíritos; outros bebem copos de água “abençoada”, usam azeite de oliva consagrado em Jerusalém, ungem toalhas; enfim, utilizam toda espécie de estrambotismo.

O apóstolo Judas caracteriza a horrenda prática de pessoas que andam qual uma estrela errante “Andam segundo as suas concupiscências, e cuja boca diz coisas mui arrogantes admirando as pessoas por causa do interesse”.
A decadência da igreja é real. A imposição do pensamento moderno está bem diante de nossos olhos. O “cristianismo moderno” que se infiltrou nas igrejas tem como base a vontade do homem e a ética contextualizada. Esse cristianismo fez desaparecer das igrejas as verdades sagradas e implantou blasfêmias abolindo os padrões e diretrizes absolutos de Deus.
Nesse contexto, nos chamados “louvorzão” ou “encontrão apimentado” abraçam a música “culturalmente relevante” tal como rock, rap, samba e forró regados com coreografias dançantes, tudo no melhor estilo de casas noturnas. Ademais, usam e abusam da vestimenta imodesta: shorts, camisetas no estilo Havaiano, mini-saias e vestidos decotados e transparentes. Qual o resultado dessa técnica? Igreja lotada e orçamento gordo!

O apóstolo Paulo diz em Efésios 5:11 “Não comuniqueis com as obras infrutuosas das treva, mas antes condenai-as”. Jesus descreve a salvação como entrar numa porta estreita e num caminho apertado. A conclusão do sermão do monte pode ser resumida na frase: Seja diferente do mundo. Portanto, a pessoa realmente nascida de novo, deve andar em novidade de vida, isto implica em renúncia, tomada de posição clara contra o mau, o erro e o pecado.


As estrelas errantes têm o dom de marqueteiro e são especialistas em construir monstruosas igrejas, ou seja, igrejas-shoping onde se oferece estacionamento, pessoas pomposas a prestar assistência, poltronas, central de ar-condicionado, recreação, restaurante, apresentação de teatro, berçários, play ground e salão de jogos. Enfim, o Evangelho já não representa o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crer, mas representa o poder do homem para a obtenção de tudo aquilo que quer.


As igrejas dos pastores-shoping são especificamente projetadas para fabricar convertidos. Não é uma comunidade de fé, ou seja, as pessoas que lá estão não são envolvidas em uma koinonia cristã. As igrejas das estrelas errantes assemelham-se a uma estação rodoviária ou a um aeroporto em período de alta estação onde as pessoas são clientes que se cruzam sem se conhecerem à procura de tomar seu ônibus ou avião. É cada um por si, cada um para resolver seu problema e cuidar de sua vida. Isto não é cristianismo.
A função da igreja não é fabricar convertidos, mas pregar a sã doutrina e deixar que o Espírito Santo regenere as pessoas de sua condição de pecadores impenitentes condenados ao inferno eterno. A igreja não é apenas ajuntamento, ele deve conhecer profundamente o que é ter uma só alma, deve ser unida de pensamento, desfrutar da comunhão do Espírito Santo e trescalar o perfume de Cristo.

É preciso resgatar a mensagem bíblica como regra de fé e prática, mesmo que a igreja seja impopular e não agregue multidões, pois a degeneração doutrinária é pior que a perseguição externa. Que o Senhor nos livre de um sacerdócio decaído que agrada o homem e não repreende o pecado!


Ir. Marcos Pinheiro

segunda-feira, 11 de julho de 2011

O PLENO EVANGELHO DE DEUS: Uma perspectiva hermenêutica de Romanos


7a. CONFERÊNCIA BÍBLIA DO MINISTÉRIO APOSTÓLICO DE VOLTA À PALAVRA


DIAS E HORÁRIOS:

19/08

Sexta-feira

19h30

20/08

Sábado

9h

20/08

Sábado

19h30

21/08

Domingo

9h


Local: QNE 19 - LOTE 40

Taguatinga Norte - Brasília - DF


Esquema da Conferência:


ÊNFASE à importância do livro de Romanos nos três períodos cruciais da história da Igreja: primeiro século, século dezesseis e séculos dezenove a vinte e um (dias atuais)


EXPOSIÇÃO de Romanos enquanto o Evangelho de Deus em sua forma explicada, sistemática, sem a qual o Evangelho não pode ser compreendido em cada um de seus aspectos peculiares


ABORDAGEM exautiva de Romanos quanto ao seu poder e alcance. Isto é, a manifestação do evangelho enquanto poder de Deus para salvar o homem, não somente das chamas do "inferno", mas, sobretudo, do pecado e da morte no seu espírito, e alma e corpo.


PERSPECTIVA hermenêutica que procura contextualizar o falar Paulino dentro de suas verdadeiras intenções ao escrever a espístola. Isso se dará pela reunião das partes, mediante a articulação temática, com vistas a produção de sentido e de significado reais e verificáveis dentro do próprio texto


DISCERNIMENTO das dispensações bíblicas, sobretudo no que diz respeito ao tempo da Lei em comparação ao tempo da Graça. Dicotomias como Lei versus Graça, Lei versus Evangelho e Lei versus Fé serão amplamente discutidas dentro do âmbito hermenêutico do texto sagrado.


MAPEAMENTO da epístola, de modo a revelar as estruturas do evanvelho na seguinte ordem:

1. Condição humana em pecado e morte;

2. O desespero humano diante das exigências da lei com vistas à obtenção da vida eterna e consequente fuga da morte eterna;

3. O fracasso da humanidade em sua totalidade: Judeus e Gentios;

4. A revelação divina quanto aos objetivos da Lei;

5. A revelção da justiça de Deus;

6. O Evangelho visto sistematicamente: redenção, justificação, reconciliação, certeza da salvação, santificação e glorificação;

7. Capítulo sete de Romanos: uma descrição profética e ontológica do homem sem Deus nas duas sispensações antes de Cristo: o reino da morte (antes da Lei) e o reino do pecado (depois da instituição da Lei);

8. Capítulo oito de Romanos: a ontologia do Evangelho e da salvação do homem;

9. O plano de salvação: a soberania divina na salvação de Judeus e Gentios representada nas figuras proféticas de Abraão, Sara, Hagar, Isaque, Ismael, Esaú e Jacó;

10. O rogo apostólico para os verdadeiro cristãos, a fim de seguirem a Cristo, inspirados pela sua infinita misericórdia.

domingo, 10 de julho de 2011

Senhor Jesus, levante mais "900" Paulo(s) Junior(s) por esse Brasil

Muitos pregadores vão para sua rede de TV pedir 900 reais dos fiéis colaboradores de suas heresias. Com isso, aumentam o império das trevas a fortalecem suas bases diabólicas. Muitos acham que é preciso dinheiro para levar a Palavra, mas, cada vez mais, fica evidente que precisamos mesmo é de homens comprometidos com o verdadeiro evangelho de Cristo Jesus. Muitos já conseguiram o espaço na mídia, mas no entanto depõem contra a verdade de Deus e contaminam casas inteiras com suas heresias.
Eliane Meyer

A Anatomia do Pecado - Josemar Bessa

"Essa pregação de Josemar Bessa é realmente maravilhosa e muito apropriada para essa realidade de todos nós. Precisamos ter olhos abertos para essa raiz do pecado"
Eliane Meyer

sexta-feira, 8 de julho de 2011

terça-feira, 5 de julho de 2011

Fariseus ou Saduceus? - Josemar Bessa

"E Jesus disse-lhes: acautelai-vos do fermento dos fariseus e saduceus.!"
(Mateus 16:06)

Casamento & Amor


Mentimos sobre Cristo e o dever da igreja, quando abandonamos a aliança feita no casamento.
Guardar a aliança é ser igual a Cristo com sua igreja que ninguém tira das mãos Dele.
Amém!