sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Seu nome é JESUS!


A Estrela Sobrenatural de Belém (Boas Novas de Grande Alegria)
“Onde está o recém-nascido Rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no Oriente e viemos para adorá-lo.” — Mateus 2:2 Constantemente a Bíblia frustra nossa curiosidade sobre como certas coisas aconteceram. Como a “estrela” leva os magos do oriente a Jerusalém? Ela não diz que ela os guiou ou foi adiante deles. Diz apenas que eles viram uma estrela no oriente (versículo 2), e vieram a Jerusalém. Como a estrela foi adiante deles na pequena caminhada de nove quilômetros de Jerusalém a Belém como o versículo 9 diz que eles fizeram? E como uma estrela permanece “sobre o local em que a criança estava”? A resposta é: Nós não sabemos. Há diversos esforços para explicar isto em termos de conjunções de planetas, ou cometas, ou supernovas, ou luzes miraculosas. Nós simplesmente não sabemos. E eu quero exortá-lo a não ficar preocupado em desenvolver teorias que são apenas experimentais no final das contas e têm pouquíssimo significado espiritual. Eu arrisco uma generalização para lhe advertir: Pessoas que são exercitadas e preocupadas com tais coisas como o funcionamento da estrela, como o Mar Vermelho se dividiu, como o maná caiu, como Jonas sobreviveu ao peixe e como a lua tornou-se em sangue geralmente são pessoas que possuem o que eu chamo de uma mentalidade para o marginal. Você não vê neles uma profunda estima pelas grandes coisas centrais do evangelho — a santidade de Deus, a repugnância do pecado, o desamparo do homem, a morte de Cristo, a justificação apenas pela fé, a obra santificadora do Espírito, a glória do retorno de Cristo e o julgamento final. Eles sempre parecem estar lhe levando por uma estrada secundária com um novo artigo ou livro. Há pouco regozijo centralizado. Mas o que está claro a respeito desta questão da estrela é que ela está fazendo algo que ela não pode fazer sozinha: ela está guiando os magos ao Filho de Deus para que o adorarem. Há apenas uma Pessoa no pensamento bíblico que pode estar por trás da intencionalidade nas estrelas — o próprio Deus. Então a lição é clara: Deus está guiando estrangeiros para Cristo para que o adorem. E ele está fazendo isso exercendo influência e poder globais — provavelmente até mesmo universais — para que isso se cumpra. Lucas mostra Deus influenciando todo o Império Romano para que o censo aconteça no tempo exato a fim de levar uma virgem a Belém para cumprir uma profecia com seu parto. Mateus mostra Deus influenciando as estrelas no céu para levar magos estrangeiros a Belém para que pudessem adorá-lo. Este é o desígnio de Deus. Ele o fez naquela ocasião. Ele ainda o está fazendo hoje. Seu objetivo é que as nações — todas as nações (Mateus 24:14) — adorem seu Filho. Esta é a vontade de Deus para todos no seu escritório, na sua vizinhança e na sua casa. Como João 4:23 diz: “São estes que o Pai procura para seus adoradores.” No início de Mateus nós ainda vemos um padrão “vinde e vede.” Mas no fim, o padrão é “vá e anuncie.” Os magos vieram e vira. Nós devemos ir e anunciar. O que não é diferente é que o propósito de Deus é ceifar a colheita das nações para adorarem ao seu Filho. A magnificação de Cristo na fervorosa adoração de todas as nações é a razão pela qual o mundo existe.

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

domingo, 9 de setembro de 2012

YAVEH - Banda De Volta à Palavra.

Yaveh Letra e música: Amanda Tavares. Arranjos: Banda De Volta à Palavra.

EXALTADO - Banda De Volta à Palavra

EXALTADO Letra e música: Amanda Tavares. Arranjos: Banda De Volta à Palavra.

sábado, 1 de setembro de 2012

A História das ERAS

Hoje, 1 de setembro, é o segundo dia da 8ª Conferência Bíblica do Ministério Apostólico De Volta à Palavra. Assita ao vivo, a partir das 20:00 Watch live video from gilsim on www.justin.tv

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

A Soberania de Deus e o Pleno Evangelho

Final da conferência "A Soberania de Deus e o Pleno Evangelho"

terça-feira, 26 de junho de 2012

domingo, 10 de junho de 2012

Mais de Deus e Menos de Mim

Mais de Deus, Menos de Mim Léa Mendonça Guarda-me senhor Tudo lá fora me tira o ar Guia-me senhor Tudo lá fora está longe de ti Quero ser invisível pro mundo E aqui dentro visível pra ti A glória do homem, não quero Tua vontade é o que importa pra mim Mais de Deus e menos do mundo Mais de Deus e menos de mim Mais de Deus e menos do mundo Mais de Deus aqui dentro de mim Enquanto eu viver quero ser a canção Que Deus se alegra de ouvir Enquanto eu viver quero ser a canção Ao Deus que não esquece o meu nome

sábado, 28 de abril de 2012

terça-feira, 24 de abril de 2012

domingo, 22 de abril de 2012

quarta-feira, 18 de abril de 2012

O que é o evangelho?

Os pregadores de "bençãos de Deus"

Texto de Eliane Meyer A pregação do verdadeiro evangelho é a benção material e física? Claro que não! O verdadeiro evangelho mostra ao pecador que ele é um grande miserável e que ninguém é merecedor de nada! Infelizmente pregar a verdade não enche as cadeiras do auditório e muito menos dá ibope ao pregador. Muitos pregadores acham que o melhor é a pregação dos sinais e maravilhas que Jesus manifestou quando esteve aqui conosco em carne. Suas propagandas são todas voltadas para o que Cristo pode fazer no mundo material do seu telespectador(talvez ovelha do Senhor) como: saúde, riquezas e casamentos etc.... Muitas expectativas colocadas para deixar o telespectador ativo e cheio de falsas esperanças. Digo falsa esperança não porque Jesus não possa fazer, pois o Senhor Jesus faz como Ele quiser dentro da vontade d'Ele. Entretanto, digo falsa esperança nesse evangelho da teologia da prosperidade onde Jesus não é o centro e sim o telespectador e a fama do pregador. Olho para tudo isso com muita indignação que me embrulha o estômago. Uma vez um tal bispo disse para o meu esposo que usar de artifícios(objetos como por exemplo: arca, sal, lenço,mesa branca, corredor, fogueira e etc...) para alcançar o povo de Deus era necessário. E o meu esposo ficou com nojo do descaso do tal bispo com as escrituras sagradas. Infelizmente esse é o cenário mundial das igrejas ditas evangélicas. Estão pregando um outro Jesus. Esse Jesus pregado por eles habita com eles em heresias e partilha com eles de mentiras. Só a misericordia do nosso Soberano Senhor Jesus Cristo para aguentar tão grande afronta destes que se dizem apóstolos mas não são. A apostasia é tão visível que eu sinto vergonha pelos os meus amigos que ainda comem neste prato sujo do mal testemunho. Olho para os meus amigos e irmãos que desfalecem nas mãos destes e sinto muita tristeza. Mas enfim, tudo é permitido por Deus e deixo essa verdade que está tão clara no livro de 2 Tessalonicenses e quem tiver interesse que leia o que lá está revelado para todos os que tem ouvidos para ouvir.

sábado, 14 de abril de 2012

domingo, 8 de abril de 2012

sábado, 31 de março de 2012

"As coisas que Vistes, as que São e as que Hão de acontecer"




Programa De Volta à Palavra

SÉRIE: REVELAÇÕES DO APOCALIPSE
Ministério Apostólico De Volta à Palavra
Bispo: Alexandre Rodrigues

sexta-feira, 30 de março de 2012

quinta-feira, 29 de março de 2012

Retornando a uma visão grandiosa de Deus!

"Ó homens, até quando tornareis a minha glória em vexame...?" Salmos 4.2 - "Lembra-te, pois, onde caíste, e arrependa-te" Apocalipse 2.5

Essa geração banalizou Deus e acha que está tudo bem. Deus não é dinheiro geração perversa e corrupta! Acorda igreja e pare de comer o lixo de homens danosos. Que Deus levante homens cheios de Deus e munidos de toda a verdade bíblica. Eliane Meyer

segunda-feira, 26 de março de 2012

"Salvai-vos desta geração perversa. Atos 2:40"


Watch live video from De Volta à Palavra on Justin.tv

Fuja! Fuja da "Cidade da Destruição!

O que penso sobre a briga de Valdemiro Santiago e Edir Macedo.



Por Renato Vargens

"Geralmente se ouve que há entre vós fornicação, e fornicação tal, que nem ainda entre os gentios se nomeia, como é haver quem abuse da mulher de seu pai. Estais ensoberbecidos, e nem ao menos vos entristecestes por não ter sido dentre vós tirado quem cometeu tal ação. Eu, na verdade, ainda que ausente no corpo, mas presente no espírito, já determinei, como se estivesse presente, que o que tal ato praticou, Em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, juntos vós e o meu espírito, pelo poder de nosso Senhor Jesus Cristo, Seja entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do Senhor Jesus. Não é boa a vossa jactância. Não sabeis que um pouco de fermento faz levedar toda a massa? Alimpai-vos, pois, do fermento velho, para que sejais uma nova massa, assim como estais sem fermento. Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós. Por isso façamos a festa, não com o fermento velho, nem com o fermento da maldade e da malícia, mas com os ázimos da sinceridade e da verdade. Já por carta vos tenho escrito, que não vos associeis com os que se prostituem; Isto não quer dizer absolutamente com os devassos deste mundo, ou com os avarentos, ou com os roubadores, ou com os idólatras; porque então vos seria necessário sair do mundo. Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais. Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro? Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai, pois, dentre vós a esse iníquo." ( 1 Coríntios 5:1-13)

O apóstolo Paulo em sua primeira carta aos Corintios demonstrou surpresa em saber que um homem, membro da igreja de Corinto, estava tendo relações sexuais com a mulher de seu pai. Ao saber dessa aberração comportamental, Paulo manifestou sua perplexidade em perceber que os irmãos não haviam tomado qualquer tipo de providência quanto a este grave ato de imoralidade. Vale a pena ressaltar que o estado de estupefação do apóstolo, se deveu também ao fato de que nem mesmo os gentios cometiam este tipo de pecado. Paulo também demonstrou sua indignação quanto a passividade da igreja orientando os irmãos de Corinto a disciplinar com firmeza o transgressor, entregando o seu corpo a Satanás, até porque, para Paulo, era inconcebível a ideia de um cristão cometer tamanha aberração.

Ao final do texto supracitado, o apóstolo orientou a Igreja de Corinto a ser duro com aqueles que diziam cristãos, não desenvolvendo com estes nenhum tipo de relacionamento.

"Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais."

Segundo o apóstolo um pouco de fermento leveda toda a massa. Na verdade, Paulo sabia que uma igreja que relativiza o pecado caminha a largos passos em direção a apostasia, daí a necessidade de ser firme em seus posicionamentos.

Matthew Henry costumava dizer que os pecados hediondos de cristãos professos são rapidamente observados e propalados no exterior. Segundo ele, nós devemos andar prudentemente, pois muitos olhos estão sobre nós, e muitas bocas serão abertas contra nós se cairmos em qualquer prática escandalosa.

À luz destas afirmações fico pensando o que o apóstolo Paulo faria diante dos escândalos de nosso tempo.

Pois é, Paulo diante do pecado de um homem reprovou a igreja pelo fato que mesmo mediante significativo escândalo não choraram em fronte tamanha iniquidade. Na verdade, o apóstolo repreendeu a igreja por sua soberba. Ora, os corintos em virtude das manifestações variadas dos dons espirituais transformaram-se numa igreja arrogante e prepotente. Mesmo diante de fato tão escabroso, nossos irmãos primitivos se achavam os donos do pedaço, relativizando o pecado e celebrando suas virtudes.

Caro leitor, a igreja de corinto em muito me faz lembrar a igreja brasileira. Sem sombra de dúvidas, nosso Senhor pela sua multiforme graça nos tem abençoado. É nítido e notório que em todos os estados da federação, Deus tem derramado de sua maravilhosa graça, contudo, também é perceptível que em boa parte da igreja brasileira o pecado tem sido relativizado simplesmente pelo fato de estarem ensoberbecidos.

Pois é, em nome do amor, fazemos vistas grossas aos atos descabidos daqueles que se dizem cristãos. Na verdade, não são poucos aqueles que movidos por uma espiritualidade opaca, afirmam que não podemos julgar os irmãos, e quando fazemos isso pecamos contra o Senhor.

Prezado amigo, não é isso que as Escrituras nos ensinam. A Bíblia nos orienta a sermos firmes contra o pecado, como também contra o pecador inconfesso. Veja por exemplo a atitude de Paulo. No texto em questão o apóstolo é duro em orientar a igreja de Corinto a não se relacionar com aqueles que se dizendo irmãos eram devassos, avarentos, idólatras, maldizentes, beberrões e roubadores. Com os tais, disse Paulo, nem ainda comais.

Isto, posto, fico a pensar sobre as práticas, testemunhos, doutrinas e comportamentos de pessoas que se dizem cristãos como Edir Macedo e Valdemiro Santiago. As acusações contra esses "irmãos" nos fazem ruborecer de vergonha. Confesso que a cada denúncia, a cada escândalo, a cada briga publica, meu coração é tomado da mais profunda angústia.

O que temos visto na televisão, nas redes sociais e em outros meios de comunicação são provas mais que suficientes para entendermos que estes que se dizem irmãos não os são. Diante disto, acredito que cabe a Igreja evangélica brasileira emitir um documento afirmando publicamente que Edir Macedo, Valdomiro Santiago, e suas igrejas, não são evangélicos e o que protestantismo brasileiro repudia veementemente os escândalos proferidos por esses senhores.

Na minha perspectiva Valdomiro e Macedo não são nossos irmãos em Cristo.

É que penso,

Renato Vargens

domingo, 25 de março de 2012

QUAL O SIGNIFICADO DE JOÃO 16:8, QUE DIZ: “Quando ele vier [Espírito Santo] convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo”?

QUAL O SIGNIFICADO DE JOÃO 16:8, QUE DIZ: “Quando ele vier [Espírito Santo] convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo”?



---------------------------------------------------------- Resposta:





O referido texto nos traz uma assertiva, de que não se pode duvidar: primeiro pelo fato de que aquele que falou não mente; segundo, pelo fato de não deixar dúvida o texto daquilo que aconteceria tão logo o Espírito Santo fosse enviado; a saber, o mundo seria convencido do pecado, da justiça e do juízo.



Erroneamente, a grande maioria dos cristãos pensa referir o texto à obra do Espírito Santo de convencer o pecador, concernente à sua condição, a fim de conduzi-lo a Cristo. Entretanto, note que não é isso o que diz o texto. Antes, afirma, categoricamente, que o Espírito Santo convenceria o mundo. Nesse sentido, pode-se afirmar que o que se diz, não se refere a uma possibilidade, mas ao que o Espírito faria; não ao pecador, mas ao mundo.



Então, o que de fato afirmou o Senhor? Veja como o próprio Jesus nos esclarece nos versículos posteriores: "do pecado, porque não creem em mim; da justiça, porque vou para junto do Pai; do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado" (Jo 16:9-11).



Ou seja, o mundo seria convencido destas três coisas, tão logo o Espírito Santo fosse enviado.



Assim, a vinda do Espírito Santo seria uma prova a respeito da identidade de Jesus e dos resultados de Sua obra. Como os judeus não criam n'Ele, o Senhor então deu-lhes um sinal. Como que lhes dissesse: Eu voltarei para o meu Pai. E, para que vocês tenham a constatação de que de fato entrei na glória, que tive com o Pai desde o princípio, eu enviarei, do céu, uma prova: enviarei o Espírito Santo. Quando, portanto, vocês virem descer o Espírito sobre os discípulos, e por seu intermédio realizar as minhas obras, sabereis quem eu sou; isto é, sabereis que sou o Messias prometido. Assim, ficarão convencidos do pecado, de não terem acreditado em mim. Quando virem o Espírito Santo descer sobre minha igreja, e capacitá-la a cumprir a minha vontade, saberão que fui para o Pai, que entrei em Sua presença e fui por Ele recebido e aceito. Assim, serão convencidos a respeito da justiça; ou seja, terão a prova de que, como homem, não somente pratiquei plenamente a justiça, mas, conforme as profecias, sou a própria justiça. Razão porque voltei e permaneço na presença do Pai. Do contrário, jamais teria entrado na glória; mas, como qualquer homem pecador, desceria ao hades e lá permaneceria. E que virem vocês o Espírito Santo derramado sobre os apóstolos, terão o testemunho que a minha morte não foi uma morte qualquer, mas a morte do Justo, que julgou este mundo e o seu príncipe.



A vinda do Espírito Santo dependia da ressurreição de Cristo. Pois, se Cristo não ressuscitasse, Ele também não voltaria para o Pai. Se não voltasse ao Pai, não poderia enviar o Espírito Santo. E, se o Espírito Santo não viesse, isso seria prova de que Jesus NÃO ERA O MESSIAS. O contrário também é verdadeiro. Se o Senhor ressuscitasse, voltaria ao Pai, entraria em Sua glória, e, de lá, enviaria o Espírito, como testemunho de Sua ressurreição. E foi isso o que aconteceu.



No dia de pentecostes, declarou Pedro declarou, dizendo: "Exaltado, pois, à destra de Deus, tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isso que vedes e ouvis [...]. Esteja absolutamente certa, pois, toda a casa de Israel de que a este Jesus, que vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo" - At 2:33 e 36.



O mundo, representado por aqueles que estavam em Jerusalém no dia de pentecostes - homens vindos de todas as nações que havia debaixo do céu (At 2:5) - naquele dia obteve a prova, o testemunho, de que Jesus é de fato o Cristo. A Sua ressurreição é prova disso; e o derramamento do Espírito é prova incontestável de Sua ressurreição. Naquele dia o mundo foi convencido, isto é, obteve a prova, da verdade a respeito do Filho de Deus e das consequências de Sua morte.



Em Cristo,





Bispo Alexandre Rodrigues.

Hoje ao vivo às 18 horas o culto do M.Ap.De Volta à Palavra



Watch live video from De Volta à Palavra on pt.justin.tv

O fim do mundo, 2012 e a Bíblia Sagrada





REUNIÕES AO VIVO
_em caráter experimental dia 25 de março de 2012_
Agora você pode acompanhar as reuniões da igreja, ao vivo, pelo site. Estamos em caráter experimental. Acompanhe aos Domingos, a partir das 18h e às quartas, a partir das 20h.

sábado, 24 de março de 2012

Agora você pode acompanhar as reuniões da igreja M. Ap. De Volta à Palavra, ao vivo, pelo site.





REUNIÕES AO VIVO
_em caráter experimental dia 25 de março de 2012_
Agora você pode acompanhar as reuniões da igreja, ao vivo, pelo site. Estamos em caráter experimental. Acompanhe aos Domingos, a partir das 18h e às quartas, a partir das 20h.

Laodicéia - Parte Final

sexta-feira, 23 de março de 2012

quarta-feira, 21 de março de 2012

segunda-feira, 19 de março de 2012

QUEBRA DA MALDIÇÃO FINANCEIRA



Por Alan Capriles

Parece piada o que vou contar agora, mas aconteceu realmente. E aconteceu comigo! E seria cômico, se não fosse trágico...

Há poucos dias atrás recebi o telefonema de um querido amigo pastor, que me convidava para pregar em sua igreja no dia seguinte. Somente após o meu consentimento foi que ele explicou tratar-se da Campanha da Quebra da Maldição Financeira, na qual eu deveria pregar mostrando princípios bíblicos para os irmãos conquistarem sua casa própria, seu carro zero, entre outras coisas materiais. Imediatamente pensei em voltar atrás e recusar o convite, mas fui contido pelo Espírito Santo, que me conduziu a atendê-lo.

Sendo assim, no dia seguinte eu estava lá, pronto para pregar sobre a quebra da maldição financeira. Após o pastor me chamar ao púlpito, fiz os agradecimentos e anunciei aos queridos irmãos que me ouviam: "Fui informado de que esta é uma campanha para a quebra da maldição financeira. Pois bem, hoje vocês aprenderão a respeito da maior maldição financeira que existe... a avareza."

Após um breve silêncio, prossegui, com o máximo de amor que consegui ter: "Se alguém veio aqui hoje para buscar a Deus por causa de uma casa própria, ou de um carro zero, ou mesmo de qualquer outro bem deste mundo... meu irmão, se este é o seu caso, você está muito enganado com Jesus e o seu evangelho. Muito enganado! E é isso que espero comprovar nessa mensagem, com a ajuda de Deus e baseado em sua palavra."

Em seguida, pedi aos irmãos que abrissem suas Bíblias no evangelho segundo Lucas. Uma vez que essa pregação não foi gravada, compartilho abaixo o esboço que usei. Ele não é muito técnico, mas garanto que foi rascunhado segundo a direção do Espírito Santo. Cada referência bíblica que aparece nesse esboço foi lida por mim naquela mensagem. Minha esperança é que você também as confira em sua Bíblia:

Texto base: Lucas 12:13-21

Introd.
Ressaltar vers. 15
A vida “não consiste na abundância dos bens”
Em outras palavras:
“A vida não consiste em ter”

- Se a vida não consiste em ter, consiste em quê?

A resposta está na parábola contada por Jesus (vv. 16-21)

Ou seja:
A vida não consiste em ter
A vida consiste em ser.

São dois estilos de vida totalmente opostos entre si:
“Viver pelo ter” ou “viver pelo ser”

- Por qual deles você vive?

Viver pelo ter
Quem vive focado no “ter”:
- Fatalmente fará dos bens o seu maior tesouro (Mt 6:19-21)
- Andará nas trevas (Mt 6:22-23) do egoísmo, da ansiedade, cobiça, inveja...
- Não será fiel a Deus (Mt 6:24)
É como a semente entre os espinhos, que são crentes que não frutificam: Mt 13:22

Por isso há tantos alertas quanto ao perigo das riquezas:
1Tm 6:7-11
Hb 13:5-6
Lc 12:33-34

Viver pelo ser
Quem vive pelo ser, vive para:
“ser uma nova criatura em Cristo Jesus”

O nosso tesouro é Cristo!
Por isso Paulo dizia:
“para mim o viver é Cristo” (Fp 1:21)
“vivo não mais eu, mas Cristo” (Gl 2:20)
“que Cristo seja formado em vós” (Gl 4:19)

Conclusão
Seja rico para com Deus!
Busque a cada dia se parecer mais com Cristo
Fuja do amor ao dinheiro
e busque a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão. (1Tm 6:11)

Características essas que havia em Jesus, que nos ensinou:
“Amai-vos uns aos outros como eu vos amei” (João 15:12)
Pois nisto consiste a vida...

Amado leitor, o que mais me surpreendeu foi que a igreja não rejeitou a mensagem que preguei. Pelo contrário, a aplaudiu! E digo isso somente para a glória de Deus, pois minha tarefa foi apenas a de expor Sua palavra. Isso me alegra, pois comprova uma tese que tenho: a de que as pessoas (independente da igreja) tem sede da Palavra, e não de ilusões. Por mais dura que seja a verdade, se ela for pregada em amor, os irmãos sairão do culto edificados e agradecidos, como os vi sair naquela noite. Aliás, houve até conversão!

Mas algo me entristeceu bastante. Foi quando o pastor, esse pastor que amo tanto, tentou justificar sua campanha (ou desfazer minha pregação), com a seguinte frase, dita durante a oração final do culto: "Mas, Senhor, quem não sonha com a casa própria? E quem não sonha com o carro zero? Quem, Senhor?"

Tive vontade de levantar a mão e dizer: "Eu, pastor! Eu NÃO SONHO em ter uma casa própria e também NÃO SONHO em ter um carro zero." Mas, de que adiantaria? Se nem a Palavra de Deus bastou para convencê-lo a sonhar em ser como Cristo, não são as minhas palavras, ou o meu exemplo, que o farão mudar de ideia.

Por isso, prefiro orar. E orar, sobretudo, para que eu mesmo não esqueça de que devo somente ao Espírito Santo a compreensão pura e simples que hoje tenho do evangelho, pois não sou melhor do que ninguém. Alguém deve ter orado muito por mim. E assim como o Senhor me abriu os olhos, há de despertar também os demais pastores, se nos dedicarmos a orar mais por eles.

A Deus seja a glória para sempre. Amém.

ACORDA IGREJA da MUNDIAL E UNIVERSAL! É o sujo falando do mal lavado e a ovelha é que paga o gado.


Engoliu a ovelha toda!

terça-feira, 13 de março de 2012

A crise da igreja evangélica brasileira: Ser ou Ter ?

Fruto do Espírito: AMAR OS INIMIGOS

Fruto do Espírito: AMAR OS INIMIGOS: Devemos também combater com todas as nossas forças as hostes infernais que fazem com que as pessoas se tornem inimigas nossas, usando-as p...

sábado, 10 de março de 2012

A Batalha do Armagedom - De que lado você está?


M.Ap.De Volta à Palavra
Bispo: Alexandre Rodrigues

quinta-feira, 1 de março de 2012

quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Em que Deus você crê?

Conheçamos e prossigamos em conhecer ao SENHOR - Parte 5

sábado, 25 de fevereiro de 2012

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

(Parte 4)Conheçamos e prossigamos em conhecer ao SENHOR

Conhecimento de Deus no que diz respeito ao atributo de sua soberania

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

(Parte3)Conheçamos e prossigamos em conhecer ao SENHOR

Conhecer o plano de salvação para ser inspirado por um novo afeto

De Volta à Palavra
Bispo Alexandre Rodrigues

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Filadélfia versus Laodicéia


De Volta à Palavra
Bispo Alexandre Rodrigues

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Eu edificarei a minha Igreja!

Vivendo pela Palavra!: Não deixe ninguém fazer de você um escravo!

Vivendo pela Palavra!: Não deixe ninguém fazer de você um escravo!: Temos um grande advogado diante de Deus!!  " E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho"  Ap 12:11 Por Ir...

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

sábado, 21 de janeiro de 2012

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

sábado, 7 de janeiro de 2012